sexta-feira, outubro 8



Amar talvez seja isso...
Descobrir o que o outro fala mesmo quando ele não diz.
[Padre Fábio de Melo]

Um comentário:

  1. Olha, hoje eu peço perdão do fundo do coração, mas só vim mesmo avisar que como o meu blog http://lenjob.blogspot.com está completando CINCO ANOS eu postei lá DEZ POEMAS novinhos de presente e aguardo sua visita prometendo voltar aqui para degustar do seu.

    João Lenjob.

    Rosas Vermelhas
    João Lenjob

    Foi a alegria que tanto me deu
    E das juras que fizemos porém
    Das rosas vermelhas que eu lhe dei
    Num buquê as promessa tão cheias de amor
    Do presente o sorriso sincero tão bom
    Da alegria que me ensinou a viver
    E da vida que só eu pude dar.

    Da pureza do encanto que sentimos
    A inocente ternura que nos rodeava
    nos mais nobres momentos que soubemos estar
    Viver.

    Nas rosas vermelhas da vida
    O amor nunca fora escondido
    Um segredo vale tanto
    O brinquedo em encanto de nunca perdido
    Viver, você
    Perpetuamente num jardim de rosas vermelhas.

    ResponderExcluir

A cada comentário ... um sorriso :)