segunda-feira, setembro 27






O que a memória ama, fica eterno.
Te amo com a memória, imperecível.
[Adélia Prado]



Um comentário:

  1. e ficam eternos tambem todos os medos e lembranças...
    beijo!

    ResponderExcluir

A cada comentário ... um sorriso :)