sexta-feira, abril 23



No fim tu hás de ver que as coisas mais leves são as únicas
que o vento não conseguiu levar:
um estribilho antigo
um carinho no momento preciso
o folhear de um livro de poemas
o cheiro que tinha um dia o próprio vento...
[Mário Quintana]

5 comentários:

  1. Quando não se tem mais essas coisas leves bate uma saudade..

    ResponderExcluir
  2. Mário quintana, é tudo de bom, o que escreve.

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Nati,

    Sou o Ivan do amordepapelão e estou tentando por em dia minhas visitas aos blogs amigos. Cara, eu tou super atrasado, mas nao estou sendo relapso não. O tempo é que tem sido curto.
    Obrigado por seu comentário lá no 'amor', tá? Fiquei bem feliz.

    Parabéns pelo seu cantinho e pra quem fala pouco, até que você fala bastante.. rsss

    Beijinhos.

    Ivan.
    amordepapelão

    ResponderExcluir

A cada comentário ... um sorriso :)